Logo HVAC-R
Logo Abrava
Logo Apex Brasil
São Paulo, Brasil -
Português   |   Inglês   |   Espanhol
Página Inicial > Notícias

Autoridades peruanas reforçam que Brasil deve reassumir protagonismo da América Latina

05/11/2018
O 23º Meeting Internacional LIDE, encerrado no domingo (4), em Cusco, teve como ponto alto as discussões sobre as relações bilaterais entre Brasil e Peru com a presença de Carlos Canales Anchorena, presidente da Câmara Nacional de Turismo do Peru (Canatur); Antonio Castillo Garay, diretor-geral do Ministério do Comércio Exterior do Peru; Carlos Garcia, gerente-geral de Comércio Exterior da Câmara Nacional de Comércio, Produção, Turismo e Serviços (PERUCÁMARAS); Juan Quiros, presidente da SP Negócios; os parlamentares brasileiros Efraim Filho (DEM) e Gabriel Guimarães (PT) e a deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL). Todos foram unânimes em afirmar que é necessária uma maior aproximação com os peruanos e que o Brasil deve voltar a ter protagonismo na economia da América Latina.

Conduzido pelo chairman do LIDE e ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, o Almoço Internacional também reuniu líderes, como Lírio Parisotto (Innova), Chieko Aoki (Blue Tree Hotéis), Denise Santos (BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo), Ricardo Bloj (Lenovo), Jaime Basso (Sicredi), Roberto Vilela (RV Imola), além de Lazaro Moreto (Broto Legal), e integrantes do Comitê de Gestão do LIDE, como Nadir Moreno (UPS), Paulo Nigro (Intercement), Afonso Celso (Car Trip) e Silvia Quirós (LIDE Campinas), entre outros.

"O Brasil tem de ser muito mais forte, adotar um papel de destaque e reassumir o protagonismo de nossa região. O Peru quer uma maior integração e, por isso, precisamos de um Brasil novo, que se integre à economia mundial", salientou Garay, do Ministério do Comércio Exterior do Peru. De acordo com ele, o Brasil deve fazer mudanças radicais em curto prazo, a exemplo do que ocorreu com o país andino. "Tínhamos uma quantidade muito grande de impostos, que foi reduzida drasticamente, abrimos a economia, hoje são 57 países com livre mercado com o Peru. Este processo não foi fácil", complementou, reforçando que o Peru hoje projeta taxa de crescimento de 4% mesmo em um ano de crise econômica mundial.

O atual vice-líder da bancada do DEM na Câmara dos Deputados, Efraim Filho (PB), concorda com Garay e acredita que o maior desafio do Brasil é mudar sua cultura e seu olhar para o futuro com esperança. "Temos de aprender com o exemplo do Peru. A América Latina e a América do Sul cobram do Brasil que exerça seu papel de líder e que possa dialogar com outros países de igual para igual. Neste cenário, os empresários e empreendedores, que geram emprego e renda, devem ter segurança jurídica para investir", explicou. Para a deputada federal eleita mais votada da história do País, Joice Hasselman (SP), vivemos um momento novo. "É hora de uma corrida rumo ao crescimento com menos burocracia, impostos e alíquotas para o País disparar no cenário econômico mundial."

Abertura

Já Furlan e Carlos Garcia, da Perucámaras, afirmaram que existem diversas oportunidades com a abertura comercial iniciada há 20 anos entre Brasil e Peru, que é grande importador de matérias-primas importantes e possui uma gastronomia reconhecida e premiada em todos os lugares do mundo. Mesma opinião compartilha Juan Quirós. "As exportações do Brasil ao Peru cresceram nos últimos anos, mas ainda falta musculatura. Na área de infraestrutura, temos um diálogo aberto e precisamos investir mais e avançar em tecnologia e inovação."

Anchorena, da Canatur, defendeu que os brasileiros conheçam mais o Peru através do turismo. "Machu Picchu é muito importante, mas nosso país não é só isso. Apenas cerca de 200 mil brasileiros conheceram o Peru em 2017, uma quantidade ainda tímida." Gabriel Guimarães (PT), da Comissão de Mineração da Câmara dos Deputados, salientou que o Brasil tem sempre de abrir as portas para os países irmãos, como o Peru, e estender oportunidades em setores da economia semelhantes, como a própria mineração, agricultura e turismo.

O Meeting Internacional LIDE é a primeira iniciativa brasileira a reunir empresários para fortalecer relacionamentos e debater importantes questões para o crescimento econômico das nações. As últimas edições do encontro foram realizadas na África do Sul (Sun City), Aruba (Caribe), Argentina (Buenos Aires), Argentina (Bariloche e Mendoza), Chile (Santiago), Colômbia (Cartagena), Espanha (Barcelona), Estados Unidos (Miami), Itália (Roma), México (Cancun), México (Punta Mita), Paraguai (Assunção), Portugal (Lisboa), República Dominicana (Cap Cana) e Uruguai (Montevidéu).

Sobre o LIDE

O LIDE - Grupo de Líderes Empresariais é uma organização de caráter privado, que reúne empresários em diversos países. O LIDE debate o fortalecimento da livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no setor público e privado. Fundado no Brasil, em 2003, o LIDE é formado por líderes empresariais de corporações nacionais e internacionais, que se preocupam em sensibilizar o empresariado brasileiro para a importância de seu papel na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e consciente. Atualmente, o Grupo conta com unidades regionais, internacionais e setoriais, totalizando 28 frentes de atuação. Para informações adicionais, basta acessar: www.lideglobal.com.

Fonte: Comex do Brasil

Programa Abrava Exporta
HVAC-R Brasil

Av. Rio Branco, 1492
CEP: 01206-001 | São Paulo − SP
Tel: 55 11 3361.7266 R. 120
Todos os direitos reservados®
www.abravaexporta.com.br

ContatoYoutubeContato